Pernambucana Kelly Diaz exalta a liberdade feminina em sua nova música “Tirando de Trapstar”

Uma das grandes revelações da música pernambucana em 2020, a cantora Kelly Diaz está com tudo em seu novo single, “Tirando de Trapstar”, previsto para ser lançado na próxima sexta-feira, 14. Junto com a faixa, que traz um pouco de sensualidade e sonoridade que passeia entre o Trap e o Rap, também será divulgado o clipe oficial, que promete surpreender bastante o público.

O ritmo, aliás, conhecido por seus efeitos que distorcem voz e batidas graves, acompanhados de muita rima, compõe o cenário perfeito buscado pela cantora, para exaltar a liberdade feminina e reforçar a ideia de que a mulher pode ser e ocupar o espaço que quiser. O projeto, é mais um lançamento da Soull Music BR, que vem revelando novos talentos da música nos variados segmentos e ritmos musicais, e pode-se dizer que faz uma provocação ao patriarcado – sistema o qual coloca homens no poder.

Kelly Dias. Foto: Divulgação / Soull Music
Kelly Dias. Foto: Divulgação / Soull Music

“Enquanto mulher na sociedade, o papel dela, é ela mesma quem vai definir. Quem ela quer ser? Qual a mulher que ela quer ser? Se ela for dona de casa e for feliz, que bom. Se ela for uma empresária e for feliz, que bom também. Isso que é o certo, o que tem que ser feito. A música traz isso já em sua essência. O trap é um ambiente precenchido em sua maioria por homens cheios da grana, em suas mansões… então a música traz isso de que eu, sendo mulher, posso ser uma trapstar também. E eu posso me envolver com alguém ou não me envolver se eu não quiser. Eu gosto muito desse single, porque ele traz essa personalidade e isso está em mim também!”, conta Kelly, que se inspirou nas músicas que gosta de ouvir e em sua experiência de vida para compor a canção.

Kelly Dias. Foto: Divulgação / Soull Music
Kelly Dias. Foto: Divulgação / Soull Music

O vídeo, produzido pela MTS Films, foi em sua maioria gravado durante uma viagem num fusca por Pernambuco. durante um passeio da cantora por Pernambuco, e mostra toda a versatilidade musical de Kelly Diaz, que começou sua carreira no Braga funk. “Eu sinto que estou formando ainda o meu estilo, mas ele passeia muito por essa área do funk, do Bregafunk, do Rap, do Trap. Ele está aí nesse meio”, esclarece a artista que também falou sobre a presença feminina nos ritmos citados. “A mulher vem ocupando os espaços que lhe é devido, porque ela tem a mesma capacidade que o homem. Então com certeza não é uma onda, que veio e logo vai passar. Nós vamos ocupar o nosso lugar, em todos os lugares e em todos os estilos que ela sentir vontade”, concluiu.

Kelly Dias. Foto: Divulgação / Soull Music
Kelly Dias. Foto: Divulgação / Soull Music

Desde a adolescência, Kelly Diaz sonhava em ser cantora. Começou cantando na igreja e sempre chamou a atenção das pessoas com o seu talento e voz afinada. Nas redes sociais, a jovem publicava com frequência covers dos artistas que gostava de ouvir. Foi por meio deles que um produtor musical do Recife a descobriu e compartilhou os seus vídeos entre seus contatos. A exposição positiva rendeu frutos e Kelly recebeu convites para participar de shows e compor algumas parcerias. O primeiro contato da cantora com o grande público foi com a faixa “Jogadão”, lançada em parceria com Felipe Original e MC Oxato. O clipe da música, que está no Canal Kondzilla no Youtube, estreou acerca de 1 mês e já possui mais de 260 mil visualizações. Aos 23 anos, a artista que atualmente estuda Educação Física, sonha em viver do seu trabalho na música. E já possui até alguns feats. dos sonhos: Luiza Sonza, Anitta e Ludmilla.

Confira “Tirando de Trapstar”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.