Raissa Machado, Margareth Menezes e Lore Improta posam juntas antes de desfile

A Viradouro só tem motivos para comemorar. Após conquistar o título de campeã do carnaval carioca, a agremiação de Niterói voltou à Marquês de Sapucaí para o Desfile das Campeãs, neste sábado (29). Com o título, o dia de desfiles foi só felicidade. Três dos destaques do carnaval, Raissa Machado, rainha de bateria da Viradouro, Lore Improta, musa da agremiação e Margareth Menezes, destaque, se encontraram antes da passagem pela Sapucaí.

“Foi uma diversão porque, diferentemente do dia do desfile, hoje a gente está mais relaxada e pode curtir. Tanto eu, quanto a Lore temos muita identificação com a Viradouro. A Margareth nem se fala, né? É sinônimo de carnaval”, diz Raissa após o encontro.

Com a cultura vivendo sua pior crise dos últimos anos, Raissa aproveitou para comentar a falta de incentivo ao carnaval. Diferentemente do que tem acontecido na cidade do Rio de Janeiro, que vem perdendo apoio da Prefeitura, a cidade de Niterói segue destinando dinheiro para as três principais escolas de samba da cidade: Unidos do Viradouro, Acadêmicos do Cubango e Acadêmicos do Sossego. Para Raissa Machado, rainha de bateria da Viradouro, a falta de verbas destinadas ao carnaval por parte da Prefeitura do Rio de Janeiro é uma vergonha. “Niterói e uma cidade que acredita na cultura e é uma vergonha que a cidade do Rio de Janeiro não faça o mesmo. Fico muito triste com o que estão fazendo com outros pavilhões cariocas”.

Raissa completa que o carnaval ser respeitado. “O carnaval merece respeito. O carnaval é uma bandeira que eleva nosso país. Espero de coração que isso seja resolvido!”, finaliza a rainha.

Há sete anos à frente da bateria da Viradouro, Raissa Machado é uma das beldades mais importantes do carnaval carioca. Em 2020, foi eleita pelo Jornal Extra como a Rainha das Rainhas, à frente de outros grandes nomes como Gracyanne Barbosa e Viviane Araújo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.